CCSP WEB

  • Dança IN formação Dança IN formação dias 27/5 e 24/6 - sextas - 17h
  • Dança IN formação Dança IN formação dias 27/5 e 24/6 - sextas - 17h

 

DANÇA

CCSP Dança em Diálogo 2016

de abril a dezembro

dias 14, 15, 16/4, 9, 10 e 11/6, 11, 12 e 13/8, 3, 4 e 5/11 e 1, 2 e 3/12
O CCSP Dança em Diálogo é um projeto idealizado pela Curadoria de Dança CCSP com Cássia Navas, especialmente para o Centro Cultural São Paulo. Tendo início em 2015, trata-se de uma proposta inovadora que surgiu da necessidade de um espaço aberto de diálogo e intercâmbio de informações - direcionados, considerando o passado, presente e futuro da cena da dança. Para 2016, realimentamos o projeto e seguimos em novo formato e prática, com a proposta: CCSP Dança em Diálogo 2016 – Crítica, Análise (e história): novos formatos. Serão encontros bimestrais, dezoito ao todo, em jornadas concentradas reunindo pesquisadores, plateias, artistas e interessados em ampliar o debate sobre a dança na cena contemporânea, abordando-se aspectos históricos e teóricos de sua constituição como campo das artes do espetáculo, a partir de um mapeamento inicial de seu “estado da arte”. Para tanto, propõe-se instrumentos para a análise crítica de obras modernas e contemporâneas, em estudo de sua estrutura e sentidos em relação a plateias, estudiosos e artistas.
com: Cássia Navas (professora-doutora do Instituto de Artes/Unicamp, graduada em Direito/USP, doutora em Comunicação e Semiótica/PUC-SP, pós-doutora em Artes/ECA-USP e especialista em gestão e políticas culturais)

quintas, das 17h30 às 20h30; sextas, das 18h30 às 20h30; e sábados, das 17h às 19h30 - 16 anos - Sala de Ensaio 1 (quintas e sábados) e Sala Adoniran Barbosa (sextas)

inscrições (para os encontros às quintas e sábados): de 16/3 a 3/4, enviar e-mail para inscrição.dancaccsp@gmail.com, com o assunto CCSP Dança em Diálogo 2016, contendo nome completo, idade, nº de RG e CPF, celular, breve currículo (de no máximo cinco linhas) explicitando as atividades que se relacionam com o projeto e breve texto (de no máximo cinco linhas) explicando o motivo de interesse em participar do grupo de estudos - seleção: por análise das informações e compatibilidade dos perfis com o escopo do projeto. Os selecionados serão avisados por e-mail até o dia 8/4 - público: interessados acima de 16 anos

funcionamento da bilheteria (para os encontros abertos às sextas): grátis - a bilheteria será aberta duas horas antes do início do espetáculo para a retirada de ingressos - os ingressos não estarão disponíveis pela internet - cada pessoa poderá retirar até dois ingressos

veja também Haverá atividade especial durante o CCSP Semanas de Dança 2016, no período de 8/9 a 2/10.

seta subir

 

Dança IN formação

dias 27/5 e 24/6 - sextas - 17h
Dança IN formação é um projeto com diferentes ações vinculadas às Danças Urbanas. No decorrer de suas edições, abordará várias formas de atuação que essas práticas possibilitam. Serão apresentações artísticas, jams, batalhas, debates, entre outras – contemplando e convidando diferentes profissionais, coletivos e públicos para tratar dos temas em questão. É um evento cultural em que convidados, dançarinos e público espontâneo – de diversas localidades – poderão compartilhar e interagir durante as atividades.
cocuradoria: Frank Ejara, Ivo Alcântara, Rodolfo Grilo e Thiago Negraxa

Sexta, às 17h - 210min - Sala Adoniran Barbosa
grátis - a bilheteria será aberta duas horas antes do início do evento – os ingressos não estarão disponíveis pela internet – cada pessoa poderá retirar até 2 ingressos

veja também Próximas apresentações: dias 22/7, 26/8, 28/9 a 2/10 (como parte da programação CCSP Semanas de Dança 2016, na Sala Jardel Filho), 21/10 e 16/12

seta subir

 

Jam de Dança para TODOS
Livre Acesso - de todos para todos

dia 14/5 - sábado - 14h
A oficina Jam de Dança para TODOS trabalha com a dança e o improviso com uma abordagem na cultura corporal do movimento acessível a todos, acolhendo a diversidade. É baseada em técnicas de consciência corporal, improvisação, dinâmicas de DanceAbility e dança-teatro, de modo a trabalhar o potencial de todos os participantes com foco na criatividade e na igualdade. DanceAbility é um método criado por Alito Alessi em 1987 nos Estados Unidos, baseado no respeito mútuo entre todos os participantes e na capacidade única e individual de se mover e dançar.
com: Fernanda Amaral (bailarina, coreógrafa e educadora com 25 anos de experiência profissional. Residiu no Reino Unido por 20 anos, onde se graduou em Educação. Possui vários títulos internacionais de dança e teatro, incluindo vários certificados em DanceAbility, tendo recebido vários prêmios. Em 1993 fundou a Patuá Dance, Companhia de Dança-Teatro, no País de Gales, e em 2010 criou o projeto e a Cia. Dança sem Fronteiras, reunindo diferentes linguagens artísticas, entendendo cada sujeito em suas dimensões cognitivas e motoras, numa abordagem que focaliza a cultura corporal do movimento em diálogo com as várias formas de expressões artísticas. Esta atividade integra o projeto Novas Fronteiras do Olhar, contemplado na 19ª edição do Programa Municipal de Fomento à Dança.

90min - livre - Espaço Flávio Império (Foyer)
grátis - sem necessidade de retirada de ingressos

seta subir

 

Olhar de neblina
Livre Acesso - de todos para todos

dias 14 e 15/5 - sábado, às 19h, e domingo, às 18h
O espetáculo Olhar de neblina da companhia Dança sem Fronteiras é inspirado na obra de Evgen Bavcar, fotógrafo e filósofo esloveno que perdeu a visão aos 12 anos de idade. Olhar de neblina estabelece um paralelo entre a construção coreográfica e a ideia de que a fotografia não pertence somente a quem enxerga. Esta construção parte da individualidade dos intérpretes com habilidades mistas e formações diversas. No escopo identitário e imagético do espetáculo, a fotografia também está conectada à noção de um “ver-através-da-palavra” no qual o toque e as múltiplas alternâncias sensoriais permitem uma experimentação sem limites. Por intermédio de uma lembrança residual das paisagens e dos corpos, o olhar migra constantemente por territorialidades sem fronteiras. Esta atividade integra o projeto Novas Fronteiras do Olhar, contemplado na 19ª edição do Programa Municipal de Fomento à Dança.
direção e atuação: Fernanda Amaral - atuação: Camilla Rodrigues do Carmo, Jaqueline de Souza, Beto Amorim, Lucineia dos Santos, Hélio Feitosa, Zilda Gonçalves - dramaturgia: Teresa Athayde - consultoria literária: Ricardo Barberena - trilha original: Beto Sporleder e Daniel Muller (integrantes do grupo Aderiva) - fotografia: Ricardo Teles (imagens de parte do espetáculo e de divulgação) - figurino e cenografia: David Schumaker - iluminação: Rafaela Romitelli - produtor: Roberto Campos - produção: Dança sem Fronteiras

50min - livre - Sala Adoniran Barbosa
grátis - a bilheteria será aberta duas horas antes do início do espetáculo para a retirada de ingressos - os ingressos não estarão disponíveis pela internet - cada pessoa poderá retirar até dois ingressos

seta subir

 

Estações Sensoriais
Livre Acesso - de todos para todos

dias 14 e 15/5 - sábado e domingo

PASSAGEM – Experiência com Sentido
das 11h às 17h
Instalação acessível, especialmente planejada para contribuir com a sensibilização do público em relação à diversidade, à deficiência e à inclusão. Promove uma experimentação que aguça os sentidos e proporciona ao público um momento de ressignificação dos espaços, dos tempos e das sensações.
Área de convivência

Cenografia Censorial
das 11h às 17h
A instalação de Renato Ribeiro é formada por um corredor cenográfico com diferentes estímulos sensoriais. A ideia é ativar no visitante sensações que não dependem dos sentidos habituais: o tato, a audição, a visão ou o olfato. Ela é voltada para pessoas de todas as idades, frequentadores do CCSP.
com: Renato Ribeiro é cenógrafo, atua há mais de 20 anos na confecção de cenários para teatro, cinema e eventos.
Piso Flávio de Carvalho

Cora-me
às 12h, 13h30 e 15h30 (sábado) e 12h45 e 15h30 (domingo)
Cora-me é uma performance interativa que busca externar e tornar público o invisível e o inaudível do outro. A criação e a concepção são de Mariana Piza, que usa um vestido com leds vermelhos e, munida de um estetoscópio e um par de caixa de som, pede aos passantes do local de apresentação para ouvir o coração deles. O estetoscópio está conectado às caixas de som. Dessa forma, o som do coração da pessoa que interage na performance é ouvido pelo público. Além disso, as luzes do vestido piscam de acordo com as batidas do coração.
30min - Espaço Flavio Império (Foyer)
grátis - sem necessidade de retirada de ingressos

seta subir

 

BICHOS

de 20 a 22/5 - sexta e sábado, às 21h, e domingo, às 20h
BICHOS é um espetáculo trabalhado a partir da obra homônima de Miguel Torga, que pretende abordar questões fundamentais sobre a sociedade e a própria existência. Animais humanizados ou humanos quase animalizados aparecem aqui em luta consigo mesmo, com o meio em que vivem e com o Divino. Diferentes entre si nas suas particularidades, esses bichos são todos parte da mesma Arca de Noé; sítio e terra mãe em que todos caminham numa luta igual pela vida e pela liberdade. Em Torga, a evolução afastou o homem da natureza, condenando-o à perdição, e com BICHOS viaja em busca da sua essência selvagem, da pureza dos instintos, pondo em causa Deus, liberdade, sociedade e a relação do indivíduo com elas.
com: Grupo Dançando com a Diferença - direção artística: Henrique Amoedo - coreografia: Rui Lopes Graça

50min - livre - Sala Jardel Filho (321 lugares)
grátis - a bilheteria será aberta duas horas antes do início do espetáculo para a retirada de ingressos - os ingressos não estarão disponíveis pela internet - cada pessoa poderá até dois ingressos

veja também No dia 13/5, às 19h, Henrique Amoedo participará da mesa de debate Arte Acessível, que integra a programação especial Livre Acesso - de todos para todos, na Sala Adoniran Barbosa

seta subir

 

Zhu

de 27 a 29/5 - sexta e sábado, às 21h, e domingo, às 20h
Zhu, que em chinês significa bambu, é signo não só de resistência, mas do constante movimento, da suavidade e maleabilidade frente aos percalços que nunca são poucos. Nesse sentido, por ser considerado um dos materiais mais resistentes e flexíveis da natureza, a Cia. Mário Nascimento busca no bambu a metáfora para o sentido de resistência e inspiração para as qualidades e possibilidades de movimento que serão desenvolvidas ao longo da obra.
direção e coreografias – Mário Nascimento - assistente de direção – Rosa Antuña - elenco: Camilla Oliveira, Dalton Walisson Eliatrice Gichewiski, Fábio Costa, Jorge Ferreira, Ludmilla Morães, Mário Nascimento, Patrick Vilar e Rosa Antuña

60min - livre - Sala Jardel Filho (321 lugares)
R$20,00 - a venda estará disponível na bilheteria em seu horário de funcionamento (terça a sábado, das 13h às 21h30; e domingos, das 13h às 20h30), e no site Ingresso Rápido a partir de 30 dias antes do evento

seta subir

 

Projeto Abissal

de 27 a 29/5 - sexta e sábado, às 21h; e domingo, às 20h
O 2º ateliê de compartilhamento do projeto Abissal prevê um ambiente de aprofundamento, exploração e pesquisa em torno da potência do corpo e suas consequentes criações no trabalho da iN SAiO Cia. de Arte. O desejo nesse momento é habitar uma nova região (abissal, profunda, desconhecida) no que se refere aos modos e meios de produção de Claudia Palma e dos intérpretes e também porque, propondo verticalizações ainda não experimentadas, prevê o risco como elemento e mote de exploração. Um dos objetivos da investigação é o reconhecimento das características específicas de cada integrante da iN SAiO, uma vez que a heterogeneidade sempre alicerçou a formação da companhia. Para chegar ao Abissal essa característica passa a ter foco dentro da pesquisa por meio de improvisos, mergulhos individuais e cruzamentos de experiências entre os próprios artistas da companhia e outros parceiros. Projeto contemplado pela 18ª edição do Programa Municipal de Fomento à Dança.
direção: Claudia Palma - intérpretes-criadores: Cristina Ávila, Felipe Teixeira, Mariana Molinos e Natália Franciscone, Renato Vasconcellos, Thiago Sancho, Flavia Lucato (convidada) - música original e ao vivo: Mariá Portugal

75min - 16 anos - Espaço Missão (80 lugares)
grátis - a bilheteria será aberta duas horas antes do início do espetáculo para a retirada de ingressos - os ingressos não estarão disponíveis pela internet - cada pessoa poderá até dois ingressos

seta subir

 

veja também Coreografias para o CCSP
De 18/4 a 15/6, estão abertas as inscrições para o Edital 2016 – CCSP Dança Conectada em Site Specific. Serão selecionadas três propostas inéditas de criação, desenvolvimento e apresentação pública de obras coreográficas ou performances de dança a serem desenvolvidas especialmente para os espaços do Centro Cultural São Paulo.

 

CCSP Dança em Residência Artística

Projeto Abissal - iN SAiO Cia de Arte
até outubro
O projeto Abissal, como parte de suas atividades desenvolvidas no CCSP, pretende resgatar o público deste tipo de linguagem, além de valorizar as ações voltadas à pesquisa, concepção e experimentação artística. Prevê a instauração de um ambiente permanente de aprofundamento, exploração e pesquisa em torno da potência do corpo e suas consequentes criações no trabalho da iN SAiO Cia. de Arte, dirigida por Claudia Palma. O desejo nesse momento é habitar uma nova região (abissal, profunda, desconhecida). Nova região no que se refere aos modos e meios de produção de Palma e dos intérpretes que compõem a iN SAiO, e nova também porque, propondo verticalizações ainda não experimentadas, prevê o risco como elemento e mote de exploração.
direção geral, concepção e coreografia: Claudia Palma - intérpretes criadores: Cristina Ávila Felipe Teixeira Mariana Molinos Natália Franciscone Renato Vasconcellos Thiago Sancho – colaborador convidado: Rodrigo Vilalba (filósofo)
projeto contemplado na 18ª edição do Programa Municipal de Fomento à Dança - SMC

 

Novas fronteiras do olhar - Cia Dança sem Fronteiras
até dezembro
Novas fronteiras do olhar tem o intuito de promover a dança contemporânea como um bem cultural acessível a todos e fortalecer a diversidade e a ampliação dos horizontes artísticos e sociais para além dos rótulos. Em fase de início de processo a Cia Dança sem Fronteiras tem como proposta realizar ao longo do ano: espetáculos; intervenções; oficinas abertas e para profissionais; encontros - Dança e arte sem fronteiras - uma vivência de arte e educação inclusivas e Jam(s) de dança – Para todos.
direção: Fernanda Amaral
projeto contemplado no 19º Edital de Fomento à Dança - SMC

 

Devolve duas horas da minha vida – Projeto Mov_ola residência artística
até dezembro
Esta proposta visa o desenvolvimento das atividades relacionadas ao processo de criação do Projeto Devolve duas horas da minha vida, cujo ponto de partida da pesquisa é aprofundar a filosofia da companhia, ressaltando: a integração da dança com outros formatos de produção artística, sobretudo as audiovisuais e digitais. A inspiração dramatúrgica vem da possibilidade de adaptar/desconstruir para o espaço cênico um filme clássico do cinema, Janela indiscreta, de Alfred Hitchcock. O trabalho questiona através do uso da tecnologia do vídeo, como um corpo pode ocupar e interagir em um espaço cênico real, criando um espaço novo.
Com quatro bailarinos e um músico multi-instrumentista que executará ao vivo a obra composta especialmente para o trabalho, a presente proposta envolve a criação do espetáculo que será resultado dos desdobramentos da pesquisa.
Paralelamente, esta proposta envolve a criação de um aplicativo interativo para celular e de um flip book.
direção e concepção: Alex Soares - colaboradores: Paula Zonzini e Ivo Alcântara - elenco: Ícaro Freire, Paula Sousa e dois a definir
Projeto contemplado na 18ª Edição do Programa Municipal de Fomenta à Dança – SMC

seta subir

 

veja também Quer se apresentar no CCSP e nos equipamentos da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo? Clique aqui para saber como enviar sua proposta

ícone facebook
ícone twitter
ícone enciar e-mail
ícone imagens
ícone audio
ícone webrádio
ícone vídeo
destaque
ícone saiba mais
ícone veja também
ícone aviso
ícone obs
audiodescricao
libras
ícone download
endereço eletrônico
ícone inscrições abertas
sem necessidade de inscrição
ícone inscrições encerradas
selecionados
facebook
twitter
boletim
imagens
áudio
lab.rádio
vídeo
destaque
saiba mais
veja também
aviso
obs
audiodescrição
libras
download
www ou email
oficinas
abertas
oficinas com inscrição
inscrições
encerradas
selecionados
 

Divisão de Informação e Comunicação
Direção Márcio Yonamine

Conteúdo online
Álvaro Olintho, Danilo Satou, Juliene Codognotto, Márcia Dutra, Vinícius Máximo e Sabrina Haick

Imagens - Núcleo de Fotografia do CCSP
Edição de imagens: Sossô Parma
Fotógrafos: João Mussolin, João Silva e Sossô Parma

Materiais impressos
Projeto gráfico: Adriane Bertini ,Solange Azevedo e Yeda Gonçalves
Edição de textos: Camile Rodrigues Aragão Costa, Danilo Satou e Emi Sakai
Revisão: Paulo Vinicio de Brito

Layout e manutenção
Web design: Edmarcio da Silva

LabRádio
Coordenação: Marta Fonterrada
Produção: Álvaro Souza e Rita Lorenzato
Coordenação técnica: Eduardo Neves

LabVídeo
Coordenação: Chicão Santos
Captação de imagens: Camila Kinker , Celso Toquetti, Felipe Moica, Fernando Ferric e José Amador Martins
Edição de vídeo: Chicão Santos, Camila Kinker e Felipe Moica