Ballet Ópera Paulista

Como um modelo de companhia de repertório. Como um conjunto de abrigo de falas diferenciadas de dança clássica. Assim formou-se o empreendimento inicial de Angela Nolf (hoje sofisticada pedagoga, mas também permeável dançarina aos diferentes procedimentos do mundo cênico - que o diga o prêmio APCA/Intérprete), com Paulo Branco. A culminância desse processo é Paisagem com Gaivotas, de Luis Arrieta.
No pequeno agrupamento, catalizou-se a aventura da formação de intérpretes (muitos deles em atividade na oficialidade do circuito profissional) em pleno alvorecer de uma grande bolha produtiva nos anos 80 (O Ópera Paulista chegou a se apresentar em Paris).Antes de sua atual inatividade, segue-se à procura de outras noções de dança e de coletividade artística; com Ana Mondini, Bebeto Cidra e Holly Cavrell. Lembrar o Ópera Paulista é constatar a existência de um dos afluentes da dança em São Paulo.

Marcos Bragato

voltar


copyright ccsp @ 2005