COMO VOVÓ JÁ DIZIA (Óculos Escuros)
Raul Seixas/Paulo Coelho, 1974

PODE OUVIR

 

MOTIVO DA CENSURA


Como vovó já dizia , lançada em 1973, foi a primeira canção de Raul Seixas a incomodar a censura, tendo dois versos considerados subversivos - "Quem não tem papel dá recado pelo muro" e "Quem não tem presente se conforma com o futuro" -, ambos substituídos, respectivamente, por "Quem não tem filé come pão com osso duro" e "Quem não tem visão bate a cara contra o muro". Depois da substituição a música foi liberada. Em 1995 Kid Vinil gravou a versão original da música.

Link para o documento da censura da música 1

Link para o documento da censura da música 2

Link para o documento da censura da música 3

Link para o documento da censura da música 4

LETRA

Como Vovó Já Dizia
Raul Seixas
Compositor: Raul Seixas/Paulo Coelho, 1974

Quem não tem colírio usa óculos escuros
(Mas não é bem verdade)
Quem não tem colírio usa óculos escuros Uh!)
Quem não tem colírio usa óculos escuros
Minha vó já me dizia pra eu sair sem me molhar
Quem não tem colírio usa oculos escuros
Mas a chuva é minha amiga e eu não vou me resfriar
Quem não tem colírio usa óculos escuros
A serpente está na terra o programa está no ar

Quem não tem colírio usa óculos escuros
A formiga só trabalha porque não sabe cantar
Quem não tem colírio usa óculos escuros
Quem não tem filé come pão e osso duro
Quem não tem visão bate a cara contra o muro

Quem não tem colírio usa óculos escuros
Há tanta coisa no menu que eu nem sei o que comer
Quem não tem colírio usa óculos escuros
José Newton já dizia: "Se subiu tem que descer"
Quem não tem colírio usa óculos escuros
Só com a praia bem deserta é que o sol pode nascer
Quem não tem colírio usa óculos escuros
A banana é vitamina que engorda e faz crescer