30 anos CCSP


Em 2012, o Centro Cultural faz 30 anos! Celebramos, juntos, a memória viva desta história...

O Centro Cultural São Paulo é um lugar especial em meio aos edifícios que sobem indiferentes ao fluxo de pessoas nas ruas e avenidas movimentadas da região. Com sua arquitetura horizontal, aberta e transparente, oferece atividades artísticas e culturais diversificadas de forma gratuita ou a preços populares. Mas quem dá vida ao Centro Cultural são as pessoas que frequentam este espaço pelos mais diferentes motivos: artistas, público e funcionários. As pessoas – e as relações entre elas – são a alma deste corpo arquitetônico. Para mantê-lo vivo, contamos com a participação cada vez mais ativa de seus frequentadores, que aqui podem atuar como artistas que buscam uma linguagem própria, o autoconhecimento e o desenvolvimento de suas aptidões e de seus talentos de forma autônoma e coerente com suas aspirações e interesses.

Inaugurado em 1982, este projeto precursor, concebido no final dos anos 1970 pelo então Secretário Municipal de Cultura Mário Chamie, pretendia democratizar o acesso à cultura em uma época em que apenas se iniciava, no País, o processo de abertura política "lenta, gradual e segura", que só se estabeleceria de fato com as eleições diretas para presidente da República, em 1989. Em seu discurso de inauguração, o secretário aponta para o uso democrático e diversificado do espaço: "lugar de laboratório e oficina, de memória e renovação, de lazer e experiência, de ensino e debate, de preservação e de descoberta, o CCSP se distancia dos mitos do elitismo privilegiado para se aproximar das condições reais do nosso povo e refletir a sua viva identidade". Hoje, constatamos com satisfação que as palavras do então secretário de Cultura se tornaram realidade.

O dia 13 de maio de 2012 marca a data exata do aniversário de 30 anos do CCSP, mas todo o ano de 2012 é tempo de comemoração. Como não poderia deixar de ser, celebramos com o olhar voltado à democratização da cultura – em programações especiais públicas e acessíveis; na realização da maior reforma que o CCSP já viveu e que possibilitará ainda mais qualidade e variedade de programação e mais conforto para o público; e na produção e disponibilização de conteúdos que interessam como documentação e memória viva. Este último é o objetivo específico deste espaço virtual dedicado aos 30 anos: compartilhar – com fotografias, textos, poesias, áudios e vídeos – a memória viva do CCSP, sempre em construção a partir do contato próximo e direto com quem constrói essa história cotidianamente.

Ricardo Resende e equipe do CCSP